vídeo tutorial

Um conteúdo pode ser apresentado de várias formas. Os primeiros recursos que vêm à lembrança da maioria das pessoas quando se fala em apresentação é PowerPoint, Bunkr ou Prezi, que podem gerar soluções com áudio, texto e efeitos de animação bastante eficientes. Bunkr é inclusive um serviço online que permite criação coletiva.Essas apresentações mesclam muitas das técnicas e estratégias há muito utilizadas em aula por professores.

A facilidade de acesso às ferramentas digitais trouxe um novo modelo de apresentação de conteúdo que se tornou muito popular, o vídeo tutorial, uma mistura da eficiência técnica dos tutoriais escritos com a intimidade e informalidade de uma aula particular. Basicamente um vídeo de demonstração, é possível encontrar uma infinidade deles na internet a respeito de vários assuntos.

Se está pensando em produzir um vídeo tutorial, estas dicas podem ajudar muito:

Assunto – verifique sempre se um bom tutorial sobre o mesmo tema já não está disponível na rede. Não é proibido, mas não é bom haver tantos tutoriais repetidos. Se alguém já produziu algo a respeito, você pode utilizá-lo como está e fazer outro tutorial complementando e aprofundando as informações.

Linguagemhoje em dia não é mais necessário o melhor e mais caro equipamento para produzir bons resultados, mas os elementos essenciais da linguagem do vídeo devem estar presentes: roteiro sucinto, boa qualidade de áudio, boa iluminação, ritmo, evitar distrações. Sempre revise criticamente seu vídeo antes de colocá-lo no ar. É importante conseguir definir o mais precisamente possível quem é a audiência a que o tutorial se destina. Defina aproximadamente qual o nível de conhecimento prévio dos interessados sobre o assunto e desenvolva o tutorial com estas informações na cabeça. Não fale com iniciantes utilizando termos muito específicos sobre o assunto, simplifique a comunicação. Ao contrário, com iniciados, não utilize uma linguagem muito simplória. E nunca perca tempo com informações óbvias, os tutoriais devem ter curta duração.

Duraçãoa maioria das pessoas não consegue manter a atenção em um vídeo por muito tempo. Um tutorial efetivo é curto e direto, independente da complexidade do assunto (para constar: a média de duração dos vídeos do youtube é 4min12s). Tente se manter abaixo dos 10 minutos de duração, você verá que é possível comunicar muitas informações neste tempo.

Título – o nome do tutorial não precisa dar explicações detalhadas, mas deve identificar o conteúdo com facilidade em meio a um universo infindável de outros tutoriais que estão na rede. Deve ser simples e objetivo, dizer diretamente o que será demonstrado. Também é bom planejar uma vinheta rápida de abertura e fechamento, pode ser uma imagem. É importante cuidar da primeira imagem do vídeo, muitas vezes é aquela que o youtube usa para identificar o vídeo.

Roteiroassim como a sequência de uma aula presencial é planejada para facilitar o entendimento do assunto, ajuda muito pensar previamente sobre a sequência de informações de um vídeo tutorial. Inicie o tutorial com uma breve introdução do que será apresentado e vá direto para o assunto. Escrever um roteiro simples e encadeado facilita a gravação e edição posterior, se houver necessidade. Dicas:

- não precisa escrever palavra por palavra, pois espontaneidade conta muito em tutoriais, mas você deve saber o que vai falar, em que ordem, quais exemplos vai usar, quais informações ressaltar, etc.

- tenha claro na cabeça os objetivos do tutorial, declare-os de início e retome-os brevemente ao final. Destaque qualquer informação importante que não deva passar em branco.

- muitos dos vídeos tutoriais disponíveis na internet são gravações de tela de computador. Eles em geral ensinam a utilizar algum programa ou videogame. Essas capturas de tela são chamadas screencast. Em screencasts, prepare a área de trabalho do computador para a gravação. Minimize e esconda ícones que não serão utilizados, não distraia a audiência ou perca espaço de tela com outros assuntos.

Ensaie antes – assista bons exemplos de tutoriais para se inspirar, discuta seus resultados com amigos interessados no assunto. Ensaie, explicando para um amigo (real ou imaginário) antes de iniciar a gravar e faça de conta que está realmente falando com ele enquanto grava.

Ilustre bem – seres humanos aprendem muito bem com imagens, mas nem todos tem acesso à internet da mesma maneira, é preciso pensar em alternativas escritas ou sonoras, se for possível. Além disso, durante a narrativa do tutorial, chame a atenção para informações importantes usando recursos visuais. Isso ajuda a fixar a informação.

Finalizandoencerre deixando aberta alguma forma de comunicação (pedindo para que os usuários mandem dúvidas e sugestões, por exemplo). Dar dicas de outros meios de encontrar ajuda a respeito do assunto também funciona. Fornecer informações de contato, links para outros vídeos ou propor uma assinatura do canal também são boas ideias.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>